Cada qual oferece seu Fio e surgem Contos!
Cenários emergem brotando das palavras.
Tecemos a trama entre curiosidades e receios,
fazendo e desfazendo nós
cheios de vida!
A história se constrói entre as laçadas de fios-idéias, partilhados na experiência de fazer junto.
Uma jornada recheada de memórias, imaginação e saberes.
Uma convocação para conectar-se ao outro!
É assim que eu Fio Contos.


Uma história para Gabriel

Gabriel fez 6 anos. Ganhou de presente uma história cheia de desafios e riscos, com rei, gigante, princesa, cavalo e burrico.
E de repente todas as meninas eram as princesas do palácio, e todos os meninos o corajoso jovem que ia salvá-la. E cada respiração presa, ajudava a transpor um obstáculo, cada olho bem aberto, ajudava a passar pelo perigo.
Tantos olhares, tantos sorrisos generosos e tantas idéias divertidas fizeram a história se esticar por que 1 hora!
Obrigada, Biel, pelo presente que você me deu!
Ainda devo as fotos, coloco quando Cleber me enviar!

A arte de contar a sua, a deles e a história que vier

Uma experiência muito interessante apresentar a contação de história como arte e ensino, como ferramenta de trabalho.
Um grupo de pessoas que atuam com crianças no Sul de Minas e em Brasília, boa vontade para estudar e aprender e um mergulho no escuro e no claro disso tudo.
Foram indagações, sonhos, buscas e experimentações. Desabafos sobre dificuldades, buscas pelo melhor e pelo novo e uma certeza: todos querem se apropriar das histórias, de si mesmos e usar estes recursos para orientar crianças no caminho longo desta vida.
Obrigada amigos, foi especial!!

A festa no céu


Eu estou me devendo este relato. Ano passado, em dezembro, estive num evento literário na Creche e Centro Comunitário Sinhazinha Meireles. Contei a Festa no céu, conto de tradição oral. Foi mesmo uma festa!
Uma conversa entre um sapo faceiro e uma cobra mau humorada deram o tom da história. Gustavo, bem na frente palpitava tudinho, feliz da vida.
Num momento, a cobra fica na situação difícil de não poder ir na festa, ele sugere que ela vá andando. A pergunta vem: Como ela andaria?? Ele feliz: com os pés , ué! E a resposta com pergunta dentro: Mas cobra tem pés??
E além desta, muitas expressões felizes, divertidas e um calor humano que só vendo.
No fim, ganhei um abraço tão grande que quase não podia carregar para casa!!!
Valeu Sinhazinha Meireles! Valeu Gustavo!!!

Contar Histórias - O Encontro com o Outro no Fio da Narrativa


Uma palestra e uma contação de história. Evento para um grupo de pessoas que atua com crianças e jovens no Sul de Minas, levando cultura e formação afetiva, mental  e espiritual para crianças, adolescentes e jovens.  Esses monitores,  atuam na Sociedade Brasileira de Eubiose  uma escola de filosofia eubiótica, criada pelo Professor Henrique José de Souza no início do século passado. Um trabalho que visa o aprimoramento individual e coletivo das pessoas através de estudos, práticas espiritualistas e atuação na vida buscando aplicar: O Bom, O Bem e o Belo.
A contação de história é um instrumento incrível de encantar com palavras, mas também de ensinar valores e aprimorar o caráter das crianças e jovens com exemplos tão bem traduzidos nos contos de tradição oral, nos contos de fadas e outras formas de contos.
Juntando estas idéias, contei a história "O Filho Mudo do Fazendeiro" - tradição oral, relatado no livro do Ricardo Azevedo e depois tratamos do que é essa arte de contar histórias.
Cerca de 40 pessoas na platéia, 80 olhos atentos, oitenta ouvidos ligados, 40 corações indo e vindo na história polvilhando de sorrisos, expressões, risadas e pensamentos minhas duas horas de trabalho intensas e com sabores que só o afeto pode explicar.
Quanto calor naquele período. Uma opção de atuação, apareceu no fim de túnel de  gente que quer trabalhar bem com crianças, tem muito boa vontade e sede de aprender como fazer. De repente a possibilidade de usar as histórias como instrumento de trabalho tornou mais palpável a possibilidade de contato com os pequenos sem ser especialista nisso.
Partilho aqui e agradeço as amadas  Kiara Terra e a Pauleca Lisboa, que tanto me ensinaram. Um abraço também para Fabiana Prando que me mostrou caminhos tão delicados nas  tramas das histórias.




Mini curso - Contando histórias lá em casa!




Para mães, pais, avós, tios e tias que desejam ampliar seu repertório de recursos. Vamos contar histórias ainda mais emocionantes para  as crianças!
Serão 4 horas de encontro com atividades práticas e exercícios recheados de possibilidades e simples de colocar em prática.
Será em São Paulo, data e local definidos em breve.
Os interessados devem mandar email para marciagolz@uol.com.br solicitando mais informações.
Aguardo você! Venha fiar contos!!!

Uma história de Natal

De volta ao CCD Sinhazinha Meireles, ainda em dezembro,  contei para um grupo de adolescentes agitados e desafiadores uma linda história de Natal "O Presente dos Magos".
Silenciosos e atentos nas passagens delicadas, surgiam tímidas participações, sorrisos e uma atmosfera clara ed reflexão. Um grupo que surpreendeu a seus orientadores com uma postura receptiva, doce, mergulhada na realidade da história com personagens de vida tão dura como a deles. Uma identificação que não esquecerei jamais.
Obrigada aos jovens presentes por tantos olhares afetivos e por mostrar que mesmo quando todo mundo duvida, os corações mais rebeldes também sabem receber amor em palavras!!

Uma fada para Laís!

Laís fez 5 anos!
Sininho foi a história para ela.
Mas não basta ouvir, é preciso participar, tocar o pandeiro, virar borboleta na história, mudar o rumo da trama para ficar feliz.
E ela pode, ela estava no seu dia!
Linda no macacão de alcinhas, toda feliz Laís dividiu uma história comigo!
Uma pequena muito fofa, contou todas as reclamações do papai sobre suas traquinagens, outra criou tantos olhares sobre o mundo das fadas que eu quase perdia meu fio! Criança feliz é uma delícia!
Kat, obrigada pela oportunidade de estar nesta linda festa, com pessoas tão adoráveis!!